Discentes de Iniciação Científica do Observatório UniFG apresentaram trabalhos no UrbBA [18]

Publicado em 22 de novembro, 2018, em Destaque, Notícias

Dois Discentes do curso de Direito do Centro Universitário UniFG, que também são bolsistas de Iniciação Científica do Observatório UniFG, apresentaram trabalhos no UrbBA [18], evento de urbanismo, realizado em Vitória da Conquista, no campus da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), com o apoio do Instituto Brasileiro de Direito Urbanístico (IBDU).

O evento teve como proposta debater questões cruciais que tencionam a produção e reestruturação do território urbano, tendo como tema “Urbanismo em tempos de crise: as lutas contra retrocessos e opressões”. Na programação, mesas-redondas, conferências e sessões temáticas de apresentações de pesquisas desenvolvidas na área, nas quais, os alunos da UniFG apresentaram seus trabalhos, altamente elogiados pelos ouvintes e avaliadores.

Com o trabalho “Produção capitalista do espaço urbano: análise espacial de Guanambi-BA”, o discente Felipe Dias faz uma análise socioespacial sobre o processo de produção e reprodução do espaço urbano de Guanambi, a partir do Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV). Sob a lógica do capitalismo, a produção e a reprodução da cidade se dá a partir da interação entre dois opostos, ocasionando uma disputa entre trabalhadores e o capital construtor, provocando uma segregação socioespacial.

Na pesquisa, foi feita uma análise espacial, em que foi realizado um mapeamento da cidade de Guanambi através das geotecnologias, para identificar a localização das áreas com habitações oriundas do PMCMV e as localidades onde estão concentradas a população de renda mais elevada. O trabalho conclui que, no contexto local, há um comportamento segregatório dos agentes produtores do espaço urbano, com a expulsão da população de baixa renda a área central e o aumento de construções do PMCMV em áreas periféricas.

Já a discente Caroline Araújo apresentou o trabalho com o tema “Aplicação da desapropriação-sanção em Guanambi-Ba: análise dos vazios urbanos no Centro da cidade”, em que analisa a situação do município a respeito da aplicabilidade do Estatuto da Cidade e do Plano Diretor municipal. De acordo com o Ministério das Cidades, os vazios urbanos são formados por espaços abandonados ou subutilizados dentro da malha urbana pertencente a uma área que possui uma grande concentração de espaços edificados.

A metodologia adotada foi o estudo de caso, com uma abordagem quantitativa, em que foram analisadas imagens de satélite dos anos de 2010 e 2018 do centro de Guanambi. A pesquisa, então, considera que a existência e permanências dos vazios urbanos verificados no centro do município, acontecem em função dos interesses do capital imobiliário, caracterizando uma possível omissão da gestão municipal em cumprir a legislação disponível para que os imóveis passem a cumprir a função social que é inerente a propriedade.

 

Mapas Interativos Geoinformações sobre o Semiárido Nordestino Mapas Diversos Geoinformações sobre mapas dirversos Assine nossa newsletter Receba notícias, boletins e publicações Biblioteca do Semiárido Artigos, relatórios, teses, dissertações e monografias

PESQUISAR


ÚLTIMAS NOTÍCIAS MAIS NOTÍCIAS

Av. Barão do Rio Branco, 459, Centro
Guanambi - BA, 46430-000

Tel.: 77 3451-8400
E-mail: observatorio@centrouniversitariounifg.edu.br

Sigan-nos:
Todos os Direitos Reservados. Faculdade Guanambi.