DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA DOS CASOS DE LEISHMANIOSE VISCERAL NO MUNICÍPIO DE GUANAMBI, SEMIÁRIDO DA BAHIA, BRASIL

Publicado em 25 de novembro, 2020, em Publicações do Observatório

A leishmaniose visceral é uma doença parasitária considerada um problema de saúde pública que se encontra no grupo de doenças negligenciadas, pois pode apresentar expansão nos municípios que integra o semiárido brasileiro. Considerando a magnitude epidemiológica da doença, o presente estudo tem como objetivo analisar a distribuição geográfica dos casos notificados de Leishmaniose Visceral em humanos domiciliados no distrito sede do município de Guanambi – Bahia, semiárido baiano, na série histórica de 2014 a 2018. Os dados relativos ao local de ocorrência foram obtidos na Secretaria da Saúde, da Prefeitura Municipal de Guanambi. Para a representação e análise do espaço geográfico, foi utilizada a técnica Sistema de Informação Geográfica – SIG. Foram notificados 76 casos de leishmaniose visceral distribuídos em 29 bairros da cidade, sendo o ano de 2016 o de maior destaque, por apresentar um número elevado de casos. Os resultados da pesquisa revelaram que os principais pontos de notificação foram as áreas geograficamente periféricas onde se concentra bairros de
aspectos socioeconômicos desfavoráveis.

Alves et al., 2020

CompartilheTweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Mapas Interativos Geoinformações sobre o Semiárido Nordestino Mapas Diversos Geoinformações sobre mapas dirversos Assine nossa newsletter Receba notícias, boletins e publicações Biblioteca do Semiárido Artigos, relatórios, teses, dissertações e monografias

PESQUISAR


ÚLTIMAS NOTÍCIAS MAIS NOTÍCIAS

Avenida Pedro Felipe Duarte, 4911 - São Sebastião
Guanambi - BA, 46430-000

Tel.: 77 3451-8400
E-mail: observatorio@centrouniversitariounifg.edu.br

Siga-nos:
CompartilheTweet about this on Twitter
Twitter
Share on Facebook
Facebook
Todos os Direitos Reservados. Faculdade Guanambi.